Terça-feira, 25 de Março de 2008
Avaliação do grupo FASIS relativa ao 2º Período:

A avaliação dada aos elementos do grupo FASIS foi a seguinte:

 

Fabíola- 16 valores;

 

Andreia- 15 valores;

 

Sofia- 16 valores;

 

Inês- 15 valores;

 

Solange- 17 valores.



publicado por FASIS às 16:13
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 12 de Março de 2008
Diário de bordo XVII- 10/03/2008 a 14/03/2008
Finalização dos trabalhos do 2º Período.


publicado por FASIS às 15:14
link do post | comentar | favorito

Localização do edifício "Sena 3"

No dia 27 de Fevereiro de 2008, as FASIS deslocaram-se à Câmara Municipal de Seia, com o intuito de participar numa entrevista previamente marcada com o Dr. Pedro Conde. Fomos recebidas por volta das 15 horas. Deu-nos conselhos úteis acerca do nosso projecto e forneceu-nos também um mapa da cidade de Seia.

Perante o mapa, as FASIS decidiram que o edifício "Sena 3" se deveria localizar num terreno perto da Escola Superior de Turismo e Telecomunicações.

 

  

 

Escolhemos o nome de Sena 3 para o edifício, pois o nome primitivo de Seia é "Oppidum Sena" e escolhemos o número 3, pois o edifício é tripartido.

Assim, a zona assinalada a cinzento corresponde ao edifício da Escola Superior de Turismo e Telecomunicações de Seia. A zona escolhida pelas FASIS para a construção do edifício é a zona por detrás da Escola, que está assinalada com a cruz vermelha.

 

Mas para que este projecto possa ser posto em andamento, os jovens têm que saber mais coisas acerca do curso de Turismo e Lazer da Escola Superior. Assim, as FASIS, decidiram mostrar à comunidade juvenil de Seia, tudo o que o curso de Turismo e Lazer tem para oferecer aos estudantes.

 

 

Turismo e Lazer

 

Objectivos
O Curso de Turismo e Lazer visa preparar quadros técnicos superiores (grau de licenciatura) para a actividade turística nacional, num sector económico onde a formação superior é ainda deficitária. O Curso propõe uma formação genérica em línguas estrangeiras e portuguesa, desenvolvimento e planeamento, gestão e marketing, geografia e história, matemática e estatística, ciências sociais e direito, e as específicas e práticas sobre as diversas actividades e segmentos da actividade turística.
A estrutura seleccionada visa preparar esses quadros técnicos superiores para exercer funções aos níveis técnico e de supervisão em diversos sectores da complexa indústria turística e da administração pública regional e nacional do turismo. Este objectivo fundamenta-se, assim: no fornecimento de uma sólida formação nos domínios económico, sócio-cultural e ambiental, tendo em vista o melhor conhecimento do funcionamento do sector do turismo e da sua importância para os processos de desenvolvimento regional e de ordenamento do território; na valorização do conhecimento técnico, prático e aplicado, com vista à integração profissional nos sectores público e privado do Turismo; no proporcionar de bases sólidas para o conhecimento regional (Serra da Estrela) e nacional do território, dos seus recursos e potencialidades para a actividade turística, no quadro de um desenvolvimento integrado e sustentado, económica, social e ambientalmente.
O Curso de Turismo e Lazer valoriza a formação mais adequada para o exercício de uma actividade de carácter profissional num dos vários sectores da indústria do turismo. A finalidade é garantir uma formação que inclua os conhecimentos e saberes próprios das actividades turísticas e lúdicas, de acordo com o perfil do diplomado. No plano de estudo destaca-se a importância das áreas científicas de Turismo (36%), e a de Hotelaria (4%) e, ainda, as unidades curriculares optativas, por aplicarem conhecimentos das disciplinas tradicionais à área do conhecimento do Turismo, com vista a fomentar uma visão multidisciplinar do fenómeno turístico. Em particular, destacam-se as unidades curriculares de Prática Profissional, por possuírem um carácter essencialmente aplicado.

 
Habilitações de Acesso
Provas de Ingresso
09 – Geografia ou
11 – História ou
18 – Português

Vagas
54 Vagas

Preferência Regional
30% das vagas

Área de influência da Preferência Regional
Distritos de: Guarda, Viseu, Coimbra e Castelo Branco

Outros Acessos Preferenciais

20% para os seguintes cursos:

Cursos Profissionais de nível III:
386 Técnico de Turismo/Prof. Informação e Animação Turística
445 Técnico de Hotelaria/Recepção e Atendimento
448 Técnico de Hotelaria/Restauração, Organização e Controlo
502 Técnico de Turismo/Profissionais de Informação Turística
566 Técnico de Turismo
636 Técnico de Turismo Ambiental
337 Técnico de Turismo Ambiental e Rural

Cursos Técnico - Profissionais:
146 Operador Turístico

 

 
Saídas Profissionais

• Operadores turísticos e agências de viagens;
• Alojamento;
• Restauração;
• Parques de entretenimento e lazer (parques temáticos);
• Empresas de transportes;
• Empresas de aluguer de automóveis;
• Organismos estatais centrais, regionais e locais ligados ao turismo;
• Empresas de organização e gestão de eventos;
• Ensino e investigação;
• Formação profissional;
• Criação de empresas de serviços turísticos (auto-emprego).

 

 
 

Plano de Estudo        

A/S

    ECTS

  Opção (DMI - Sistemas de Informação ou Novas Tecnologias em Turismo)

1

 6

  Contabilidade

1

 4

  Prática Profissional I

1

 8

  Línguas Estrangeiras III (Espanhol III ou Francês III)

1

 3

  Inglês III

1

 3

  Antropologia Cultural

1

 6

  Opção (DCSHE - Sociologia do Lazer e do Turismo ou Antropologia do Turismo)

2

 5

  Línguas Estrangeiras IV (Espanhol IV ou Francês IV)

2

 3

  Inglês IV

2

 3

  Prática Profissional II

2

 7

  Economia e Política do Turismo

2

 6

  Operações Turísticas

2

 6


3º ANO

Disciplinas

   

A/S

    ECTS

  Direito e Legislação do Turismo

1

 6

  Mercados e Turismo Internacional

1

 6

  Itinerários Turísticos

1

 7

  Prática Profissional III

1

 7

  Marketing

1

 4

  Estágio

2

 18

  Opção (DCE - Empreendedorismo ou Organização e Gestão de Eventos)

2

 5

  Planeamento e Desenvolvimento Turístico

2

 7



Variantes:
a) Variante de Turismo
b) Variante de Turismo e Ambiental e Rural
c) Variante de Desporto, Animação e Lazer
d) Variante de Gestão de Empreendimentos Turisticos

 


1º ANO

Disciplinas

 

A/S

    ECTS

  Língua e Cultura Portuguesa

1

 6

  Métodos Quantitativos

1

 6

  Turismo

1

 6

  Línguas Estrangeiras I (Espanhol I ou Francês I)

1

 3

  Inglês I

1

 3

  Geografia e Análise da Paisagem

1

 6

  Geografia do Turismo

2

 7

  Gestão de Organizações

2

 5

  Tecnologias de Informação

2

 6

  Línguas Estrangeiras II (Espanhol II ou Francês II)

2

 3

  Inglês II

2

 3

  Património Histórico e Cultural

2

 6


2º ANO

Disciplinas



publicado por FASIS às 15:10
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 5 de Março de 2008
Diário de bordo XVI- 03/03/2008 a 07/03/2008
Durante esta semana, as FASIS prepararam a apresentação do portefólio e do relatório final do 2ºPeríodo.


publicado por FASIS às 14:58
link do post | comentar | favorito

O nosso cartaz

No passado dia 27 de Fevereiro de 2008, as FASIS da Escola Secundária de Seia afixaram na Escola um cartaz de explicação do projecto.



publicado por FASIS às 08:46
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 3 de Março de 2008
Explicação do projecto
As FASIS já lançaram mãos à obra! Começámos já a planificação do projecto para o Edifício "Sena 3".
Este edifício tripartido é constituído por, como a própria palavra tripartido indica, três dimensões:
 

1-Uma residencial estudantil;

2-Um centro de estágios cuja denominação seria: Centro de estágios "Seia, uma janela aberta".

3-Uma empresa apelidada de: Empresa "Seia, uma janela aberta".

Explicação de cada uma das dimensões:

#1- Como referimos no texto postado no dia 14 de Janeiro de 2008 é extremamente necessário, que no Edifício "Sena 3" haja uma residencial estudantil para os jovens estudantes que terminam o curso de Turismo e Lazer da Escola Superior de Turismo e Telecomunicações de Seia.

A nossa ideia inicial era construí-la próxima da Escola, contudo, as FASIS decidiram que, a localização da residencial, bem como de todo o Edifício "Sena 3", seria decidida após a análise do PDM (Plano Director Municipal) de Seia. Esta residencial, terá como fim albergar alunos que, após terem acabado a seu curso na Escola Superior de Turismo, queiram fazer um estágio e quiçá permanecer a trabalhar no edifício "Sena 3", nomeadamente na empresa "Seia, uma janela aberta". 

#2- O centro de estágios que as FASIS querem criar, tem como principal intuito ajudar os jovens que acabam o seu curso de Turismo e Lazer na Escola Superior de Turismo e Telecomunicações a encontrarem perspectivas de futuro. Este centro, integrado no Edifício "Sena 3", tem como principal objectivo, preparar profissionalmente os jovens, para que, na sua vida futura, tenham aptidões para pôr em prática aquilo que aprenderam no curso de Turismo e Lazer.

Por conseguinte, os jovens fariam estágios neste centro de estágios, de modo a adquirir as competências necessárias que o mundo do trabalho exige. Assim sendo, deste centro, os jovens sairiam mais aptos para, posteriormente, exercerem uma carreira na área do Turismo e Lazer.

#3- A empresa "Seia, uma janela aberta", seria o destino dos alunos que acabassem o estágio profissional no centro de estágios "Seia, uma janela aberta". Assim sendo, esta empresa, incluída no Edifício "Sena 3", seria o berço dos postos de trabalho. O objectivo desta empresa seria criar programas turísticos (as rotas turísticas referidas na planificação do 2º Período) para as pessoas que viessem a Seia, que assim teriam a sua estadia facilitada.

Deste modo, os jovens que saíram do centro de estágios, começam a trabalhar nesta empresa, podendo fornecer aos visitantes de Seia um programa turístico completo: alimentação, visita aos principais monumentos e instituições, actividades de lazer e dormida.

A empresa teria um mecanismo que funcionaria da seguinte maneira:

-Os turistas telefonam para a empresa;

-A empresa contacta as principais instituições e locais de dormida e restaurantes.

-Os trabalhadores da empresa(os alunos que vieram da Escola Superior de Turismo e Telecomunicações de Seia) criam uma rota turística para o cliente que contactou a empresa.

A empresa "Seia, uma janela aberta" sobreviveria por uma percentagem que seria cobrada aos hotéis, instituições e restaurantes pela promoção que a empresa lhes faria ao incluí-los na rota turística. Além disso, os clientes teriam que pagar à empresa pelo serviço prestado, ou seja, pelo facto da empresa lhes ter criado um programa para passarem o dia em Seia. 


 

 



publicado por FASIS às 12:16
link do post | comentar | favorito

.Sobre as FASIS
Tema escolhido pelas FASIS: "A Cultura e os Jovens" no concelho de Seia. Subtema: O êxodo juvenil na cidade de Seia.
.Proposta para o 3º Período:
Projecto do Edifício "Sena 3", que compreende: 1-Uma residencial estudantil; 2-Um centro de estágios cuja denominação seria: Centro de estágios "Seia, uma janela aberta". 3-Uma empresa apelidada de: Empresa "Seia, uma janela aberta".
.Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. O Fim!

. O Edifício "Sena 3".

. A empresa "Seia, uma Jane...

. Objectivos do "Sena 3"

. Juntem-se a nós!

. Reunião com o Dr. Pedro C...

. Visita à Escola Superior ...

. Artigo elaborada pelas FA...

. Diário de Bordo XVIII- 31...

. Avaliação do grupo FASIS ...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds